Home | Política | Moçambique assinala 35 anos de independência em ambiente de festa

Moçambique assinala 35 anos de independência em ambiente de festa

 Armando Guebuza, Presidente moçambicano.   Crédito: Lusa Armando Guebuza, Presidente moçambicano. Crédito: Lusa

Moçambique assinala esta sexta-feira 35 anos da independência. Às 00:00 de 25 de Junho de 1975, Samora Machel, primeiro Presidente moçambicano, proclamou a "independência total e completa" do país, exibindo a "Chama de Unidade". Guebuza exibe hoje, com orgulho, essa mesma chama e bandeira de Moçambique.

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, dá voz e rosto a um megacomício na Praça da Independência, em Maputo, para exaltar a conquista da moçambicanidade e voltar a apelar à população para combater a pobreza, o maior desígnio do seu elenco governativo.
Quando há 35 anos Moçambique conquistou a independência, Samora Machel fez um périplo pelo território nacional exibindo a "Chama de Unidade", que simboliza a unificação do país. Esta sexta-feira, 25 de Junho de 2010, o chefe de Estado moçambicano recebeu na Praça da Independência a mesma chama, que começou a percorrer os 128 distritos do país a 07 de Abril e chegou hoje à capital moçambicana.
2500 convidados oficiais, acompanhados por 20 mil populares, assistem às celebrações na Praça da Independência.
Confirmadas foram as presenças dos Presidentes do Zimbabué, Robert Mugabe, e da Tanzânia, Jakaya Kikwete. Também o Ministro dos Negócios Estrangeiros português, Luís Amado, representa o seu país nas comemorações da independência de Moçambique.
Os ex-chefes de Estado do Botsuana, África do Sul, Malaui, Tanzânia, Zâmbia e Maurícias, bem como representantes de vários países, também confiramaram a sua presença.

Fonte: Diário Digital/Lusa

  • email Email para Amigo
  • print Versão de Impressão
  • Plain text Versão Texto
BancoBIC
0