PUB

Imogestin promete reabrir as inscrições na Segunda Quinzena de Agosto

Após a primeira experiência via online que teve êxito, a Imogestin garante continuar com maior veracidade do processo ainda na Segunda Quinzena do mês corrente com algumas centralidades do país. 
Já em fase de confirmação de documentos aos inscritos prevê entregar após o contrato e efectivação da primeira prestação nos próximos meses do ano em curso. 
De acordo com o Porta-voz da Imogestin Dr. Mário Guerra, em entrevista a foro próprio a revista África Today. 

Após a primeira fase de inscrições online que avaliação a Imogestin faz? 

MG: O processo para nós correu de forma normal apesar de toda cinemática que surgiu a volta porque as pessoas ficaram surpreendidas por ter terminado tão rápido. Nos na verdade alertamos e passamos a informação e continua lá no portal as pessoas é que não fazem a parte delas que é consultar o portal. Neste momento está o período de validação das candidaturas que foram recebidas, E o portal esta parterizado para receber o dobro das candidaturas, e estavam disponível 505 casas no KM44 e foram distribuídas 1.10.000, no Capari estavam disponível 803 e foram distribuídas 1226 casas. A um processo que este ser procedido quem é legível ou seja quem reúne condições e quem não reúne condições necessárias e verificamos que o número de candidatos é superior ao número de casas disponível e o atendimento será por ordem de candidaturas quem se inscreveu primeiro será o primeiro a ser atendido. Os que a candidaturas forem validadas farão o contrato e o primeiro pagamento mensal depois lhe será entregue a chave do apartamento, e vamos fazer uma divulgação para atenuar aquela cinemática que as pessoas foram criando contra a imogestin depois das pessoas começarem a ver quem são os verdadeiros candidatos que não tem nada a ver com generais e muitos até devem conhecer os candidatos e dirão este por acaso candidatou-se. Também gostaria de informar que o portal foi auditado pelo Ministério das Telecomunicações, procuramos uma terceira pessoa justamente para evitar comentários negativos.
Qual é o período de validação do candidato? 

MG: Nós inicialmente implementamos um período de 45 a 60 dias mais já estamos a encurtar os dias achamos melhor fazer as entregas de forma faseadas em vez de seguir o processo de inscrições e fazermos a entrega de uma só vez vamos já começar e medida que vamos entregando o processo de inscrição continua.
Numa fase de eleições este primeiro processo de inscrições não poderá criar uma desmotivação a população? 

GM: A Imogestin é uma empresa e não faz campanha política tem que se perceber isto. Foram feitos muitos comentários sobre isso, fazendo uma leitura política o que aconteceria seria fazer as infra-estrutura e só começar o processo de venda depois das eleições e também é preciso perceber que a imogestin não fez sem o conhecimento do executivo e não ouve nenhum inconveniente e nos sabemos que quem controla o executivo é o MPLA, mais não compete a mim enquanto representante da Imogestin fazer comentário de índoles políticas deixar isso para os comentaristas políticos. De todas as centralidades.

Quantas moradias a Imogestin já conseguiram entregar a população?

GM: de a falar por volta de 5.000 habitações no KK5.000, 1.000 em Cabinda mais 3.000 na centralidade do Dundo e atendemos vários processos de reclamações, estamos a falar entre 70 a 80 no KM44 e no Capari isto só tem a ver com as reclamações nós confirmamos os seus pagamentos efectuados antes de a Imogestin ser gestora os bancos confirmaram.

Qual é a previsão de abertura das inscrições nas centralidades como Zango 0 e 8.000?

MG: Estamos a prevê começar em Agosto com o processo de inscrições na Kilemba, o grande problema da zona é o acesso essas 854 casas já tem água e electricidade e logo que se termina as vias de acesso na centralidade da Kilemba as pessoas em Setembro já começaram a ocupar as moradias. O zango 0 nós contamos em começar a fazer entrega dos apartamentos com as reclamações daquelas pessoas que aderiram a uma T5 no Kilamba e não receberam porque não há disponibilidade no Kilamba vau receber agora no Zango 0. Portanto está quase concluída os três edifícios para receber estas reclamações, mais também está por se concluir outros edifícios no Zango 0 e que poderão ter inicio as inscrições tal como o zango 8.000 em Setembro do corrente ano. No Lobito vamos entregar 300 casas na Baia Farta e 570 na centralidade de Benguela. Sobre tudo para fora de Luanda nos vamos abrir o processo de candidaturas já.
Os três edifícios serão suficientes para as supostas reclamações?
MG: Sim, foram construídos já contabilizados e especificamente com número de apartamentos para atender a estas reclamações.

A promitentes-compradores que encontrou-se nos incumprimentos dos seus pagamentos?

MG: Isto é um processo que vai levar um certo tempo, o que podemos dizer a aqueles que pagavam e deixaram de pagar e a clientes que desde que fizeram o primeiro pagamento não voltaram a fazer é um processo que estamos a resolver paulatinamente e no Kilamba o número de pagamentos aumento significativamente. No Sequele nós vamos fazer também e em outras províncias, e temos que saber os que não pagam os motivos apesar que alguns nós já sabemos que é por ainda não receberem as notas de pagamento e a ainda aqueles que subarrendam os apartamentos que é ilegal esses sobre tudo são alguns casos dos que dizem não receberem as notas de pagamentos porque se calhar o inclino não passou a nota de pagamento ao titular do imóvel e a ainda o caso de ocupantes ilegais que nós aos poucos estamos indo determinar quem é quem. Porque infelizmente a Delta imobiliária foi mudando a localização das casas o apartamento é número um e passou a número 3 por exemplo vai verificar o que consta na nossa base de dados que é o número 1 e no apartamento o morador esta no apartamento número 3 a Delta fez isso porque entendeu que a forma que o Chinês encontrou para numerar não era a melhor forma só que alterou na base de dados e não alterou nos apartamentos, só aos poucos estamos a juntar a informação e corrigirmos. Por exemplos os que tem atraso de 2015 estamos a propor os moradores pagarem o mesmo num período de cinco anos períodos bastantes razoável para e os que não aderirem nos vamos rescindir o contrato de acordo com os procedimentos do mesmo e posteriormente entregar o caso as estâncias judiciárias.

Os pagamentos por multicaixas é o melhor procedimento?
MG: É a melhor forma de se fazer pagamento é muito mais rápido.
Durante este período ouve algum caso de ocupação ilegal?
MG: Digamos que com a Imogestin não ouve ocupação ilegais nos para evitar com que estes grupos façam ocupações ilegais entregamos prédio por prédio da totalidade dos apartamentos na sua maioria são pessoas que ficam muito tempo sem entrar no apartamento e estes são os que mais reclamam aos órgãos de informação. Estamos a falar disso por exemplo no KM44 trinta e tal casas de pessoas que pagaram e não estão lá a morar isso é que origina os tais ocupantes ilegais que por um lado as pessoas reclamam e por outro parecem não quererem as casas.

Quanto a imogestin arrecada destas prestações?
MG: Sem querer errar está acima dos mil milhões de kwanzas, isto não é estáveis as vezes vária. Só para termos noção a conclusão dos três edifícios no zango 0 foi feito com dinheiro das cobranças. É importante frisar que o dinheiro arrecadado não entra para os cofres da Imogestin são canalizados para o Fundo de Activos para o Desenvolvimentos Habitacionais…

Tagged under